Como o varejo físico pode se reinventar para a Black Friday

Desde que chegou ao Brasil, em 2010, a Black Friday é um dos momentos mais celebrados pelos consumidores e varejistas do País. Só no último ano, as lojas virtuais movimentaram cerca de R$ 2,48 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), um crescimento de 16% comparado com 2016. O varejo físico, porém,  ainda não parece aproveitar a data de forma assertiva.

Um estudo realizado pelo Google indicou que, na percepção do comprador, apenas 21% optou pelas lojas físicas, enquanto 58% aproveitou os canais físicos e digitais. Apesar disso, é notável o crescimento na aderência desses empreendimentos à data. Uma análise da Cielo apontou que a adesão de varejistas desse mercado tradicional passou de 22 mil lojistas (2012) para 43 mil (2015). Na média, o varejo relata 3,6 vezes mais vendas do que em uma sexta-feira comum.

Apesar de bater recordes ano a ano, nota-se que existe uma falta de identificação do público brasileiro com a Black Friday nas lojas físicas. Distante do mundo de bits e bytes, as empresas escorregam e ainda não encontraram uma fórmula para atrair clientes de forma efetiva. É compreensível o estranhamento e desatino dos empreendedores, afinal, há pouquíssimo tempo, a data era quase exclusiva para o mercado online nacional. No entanto, já está passando da hora desse processo ser reavaliado e modificado para atender às demandas dos consumidores.

É preciso ousar, indo contra os padrões estipulados para nortear esta nova jornada de consumo. A primeira ação deve ser incorporada à data no calendário com o planejamento de atividades especiais, como já se faz com o Dia das Mães e o Natal, por exemplo. Não é raro ver empresas decidindo, de última hora, realizar algum movimento buscando, em vão, aumentar as vendas. É também fundamental criar vantagens reais, com promoções e descontos significativos para os clientes. Não adianta maquiar números pensando apenas no próprio faturamento. Entender os movimentos do mercado sabendo como aproveitá-los é essencial para pequenos e médios negócios.

Um bom exemplo de sucesso neste sentido é a Mobly, loja online de móveis, artigos de decoração e acessórios para casa. No início de novembro, a empresa inaugurou um showroom popup no estacionamento do Shopping Eldorado, em São Paulo. Com o objetivo de aproveitar o mês da Black Friday, a instalação funciona como um espaço de test-drive para que o público possa experimentar os produtos no mundo real antes de comprar pela internet. De lambuja, a companhia conhece seus consumidores, se conecta a eles de forma direta e aproveita a sazonalidade para fazer testes importantes.

Enquanto a Black Friday é uma das datas mais relevantes para o varejo americano, ainda patinamos no mercado nacional, principalmente, referente ao mercado físico. A cada ano que se passa, porém, damos passos significativos à direção desse caminho. Percebo que, em breve, a data será tão impactante no Brasil quanto em outros países. Saber aproveitar este momento de adaptação para se posicionar como pioneiro fará a diferença quando a celebração estiver consolidada também no mundo físico.

Por Yuri Saiovici

*Yuri Saiovici é fundador e CEO da POPSPACES, marketplace que intermedia a locação de curta temporada para espaços comerciais. Graduado em Publicidade e Propaganda pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e Mestre em Comunicação e Inovação pela Universitat Pompeu Fabra, na Espanha, passou por empresas como 3 Corações, Festival de Publicidade de Cannes e co: collective. Entre 2016 e 2017, Yuri atuou como Project Manager na eCooltra, em Barcelona. Durante esse período, participou de projetos relacionados à Smart Cities, o que fez ele se apaixonar pelo modelo de economia compartilhada. Decidido a implementá-lo no Brasil, voltou ao país para criar a startup.

_______

Pronto para lançar a sua loja popup? Acesse o nossa plataforma para encontrar o espaço perfeito para seu projeto. Você pode também entrar em contato com a nossa equipe de concierge para te auxiliar a encontrá-lo e fazer sua ideia acontecer. Clique AQUI.

Deixe uma resposta